Tudo o que eu preciso eu encontro em mim!

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Eu não sei:



Eu não sei dizer que gosto, sem gostar;
Eu não sei sorrir, sem achar de fato, engraçado;
Eu não sei comprimentar alguém, quando não é significativo;
Eu não sei fingir que estou gostando para agradar;
Eu não sei desejar o bem, sem olhar à quem (o que é uma pena, confesso) mas por desconfiar, tenho que observar quem merece o meu desejar;
Eu não sei aceitar, sem concordar;
Eu não sei inventar respostas quando não me convém as perguntas;
Eu não sei dormir, sem me emborcar;
Eu não sei passar na frente da tua casa, sem nos imaginar;
Eu não sei prender o choro quando ele não quer me largar;
Eu não sei obedecer quando quero teimar;
Eu não sei como controlar o tom de voz quando algo me irritar;
Eu não sei confiar em uma pessoa, depois dela me decepcionar;
Eu não sei cozinhar;
Eu não sei trancar as palavras quando elas tem que passar;
Eu não sei me enturmar;
Eu não sei quanto é demais;
Eu não sei quanto é de menos;
Eu não sei me equilibrar, sempre vou pender mais pro lado de lá;
Eu não sei disfarçar quando quero desdenhar;
Eu não sei ir embora, sem olhar para trás;
Eu não sei pedir perdão, sem me arrepender de verdade;
Eu não sei pechinchar;
Eu não sei, nem consigo, desinteressar quando quero descobrir algo mais;
Eu não sei com pouco me contentar;
Eu não sei molhar os pés, apenas,  quando quero mergulhar;
Eu não sei sentir saudade, sem depois matar;
Eu não sei conservar;
Eu não sei esperar;
Eu não sei te amar...
Eu não sei até quanto você pode saber, que tudo em questão de sentimento, se relaciona à você.

Nenhum comentário: