Tudo o que eu preciso eu encontro em mim!

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Não sei por onde começar, nem sei, na verdade, o que dizer... nem como. Não sei de nada!Eu que já gritei por certezas, pelo pra sempre e sustentei firme e forte uma escolha por longas datas venho vos comunicar que eu à renunciei. Pensei em desistir do blog, pensei em parar de escrever, mas não consigo... Na minha bolsa carrego comigo milhões de rabiscos, retalhos, um pouco do que sobrou de mim e você. Um pouco de muito! Não quero que pensem que me enganei, que nunca existiu, que nada aconteceu, pelo contrário. Existiu sim, tudo o que foi escrito e mais tudo o que ficou escondido nas entrelhinhas, tudo o que passou despercebido... Quero passar despercebida aqui também. Não quero, nem consegueria me aprofundar ao ponto de analisar o contexto. Tenho medo de sentir vontade de voltar... Sei que não é certo, sei que por mais que a adrenalina me movimente, talvez agora, eu precise repousar. Eu... você também. Obrigada a quem acompanhou isso aqui, a quem vibrou comigo, a quem torceu... Fui muito feliz, fiz você muito feliz, eu sei. Mas o propósito de tudo isso aqui, foi apenas para pedir perdão pra você e para mim. Eu desisti da gente, mas a gente é sim, pra sempre. Você não vai deixar de existir pra mim, nem eu pra você. Só a gente entende, ou, talvez, não há nem o que compreender.