Tudo o que eu preciso eu encontro em mim!

quarta-feira, 19 de maio de 2010

É sempre você.





Acaba dia, começa dia e eu penso em você...
Penso onde você está;
Penso se você já se alimentou;
Penso se alguém fez teu sanduíche ou se deu tempo descer pra tomar o café na casa da sua vó...
Me agarro ao travesseiro, olho pro meu mural e vejo uma foto nossa, em um aniversário surpresa que tive, eu devia ter uns 6 anos. Você está ao meu lado, batendo palmas e fazendo cara de abusado para a foto, como sempre.
Lembro então do que me dissestes quinta: -" Thays, tu vai ter que me aguentar até o fim da tua vida!
Encerro a frase com exclamação porque dissestes em um ênfase de certeza misturado com uma vontade de estar junto...e isso é bom, no entanto se exclama mesmo.
O fato é que esse "filme"  roda a minha cabeça todos os dias.
Por vezes a mesma parte; cenas repetitivas, cenas idealizadas, cenas que eu tenho vontade de contracenar com você, até cenas que eu nunca vi.
Estranho e comum, comum de dois, comum da gente.
No aconchego de lembranças, cenas e desejos levanto e eis que começa o meu dia.
Passo sempre pela frente da tua casa e de novo te imagino... não é perseguição, é inevitável!
Eu penso se um dia eu vou acordar contigo, acordar quentinha, em um dia de chuva , se der pra escolher ^^ como o de hoje, pode ser, eu penso e não sei responder.
É tudo tão certo e tão errado.
É tudo tão ao mesmo tempo... isso complica, não é?
Complica mas não atrapalha e talvez seja até o que tempere o nosso sabor. (sem cebola, claro.)
Eu fico tentando desvendar o que está por trás dos teus olhos fixos ao me olhar, me admirar, me perceber,me observar.
O que está por dentro do teu corpo que chama por mim?
Por que teu coração bate mais forte,quando eu deito contigo? Ele pulsa na minha pele, EU SINTO.
Por que você fica nervoso quando me encontra sem querer?
Por que você perde o equilibrio na moto?
Por que, por que, por que?
Isso tudo também acontece comigo e na sequência eu venho aqui despejar que : EU AMO VOCÊ.
Onde você está despejando o que você sente?
Não é justo um outro alguém o meu amor receber...

Nenhum comentário: